Homens holandeses serão obrigados a comer comida vegetariana neste Natal!!

Mostrar todos os posts com etiqueta |Food 

Já só falta 1 mês para o Natal, logo, já estás na hora de pensar no menú que você deseja servir na ceia deste Natal, ou seja, no meu país (Moçambique) a ceia de natal é no dia 24 de Dezembro, mas na Holanda não fazem ceia e o Natal é comemorado no dia 25 e 26 de Dezembro

Bem, sobre o tema “Natal na Holanda”, eu depois faço um post somente a falar sobre isso. Por  agora, bora focar aqui!

O supermercado Albert Heijn (um dos melhores e mais famosos supermercados na Holanda), publica todos os meses a edição da revista Allerhande, as revistas são grátis e vem cheias de ideias e sugestões de pratos diversos, receitas, vinhos, cocktail, sobremesas, promoções e sempre publica uma edição especial de Dezembro com sugestões para o menú de Natal.  Para este ano, a revista Allerhande publicou a edição especial de Natal, como é sempre esperado, mas dessa vez foi diferente!

Nesta edição especial de Natal, para além das receitas de carnes, há também várias opções de receitas vegetarianas, mas somente nesta edição a revista culinária deu prioridade às receitas vegetarianas. Por ser a primeira vez na história da revista Allerhande, a haver tão pouca opção de receitas de carnes, isso levou o país a vários debates, dividodo este pelos comedores de carnes, os vegetarianos e os veganos.  Como se era de esperar, ouveram muitas críticas, queixas e claro, ouve também um grupo que ficou super feliz com as sugestões veggie. 

 

                             Para ter uma ideia…

 

 Salada de quinoa-bulgertabouleh, beringelas assadas com molho de laranja ou bolo de carne vegetariano, são estes alguns exemplos de receitas vegetarianas sugeridas pela Allerhande.

                            Com tudo isso…

Surgiram pesquisas que mais de 62% das Mulheres holandesas são a favor de comidas vegetarianas, pelo menos 3 ou 4 vezes por semana e os Homens holandeses são a favor de comidas com carnes pelo menos 5 vezes por semana. 

 

E você? O que prefere? 

 

Beijokas 🤗😘

 

 

 

Guia de Eventos em Amsterdam

O PROJECTO DA FELICIDADE – BODY WORLDS EXIBHITION: AMSTERDAM

Bem no centro de Amsterdam, a uns minutos da estação central, localizado no antigo prédio da American Express, edifício este que foi totalmente renovado para se a adaptar exactamente ao projecto em questão. 

Nota:

Uma pequena parte da exibição está instalada na cave do prédio, no qual dificulta a acessibilidade de pessoas com dificiência física (em cadeira de rodas), infelizmente, mas se você pegar o elevador à entrada do prédio até ao piso onde está a decorrer a exibição (piso 6) poderá aproveitar e disfrutar das obras de arte (exibição de corpos) que lá se encontram (neste piso há sim wc acessível para deficientes em cadeira de rodas).

Horários: aberto entre ás 09:00 às  20:00 de segunda a sexta-feira e das 09:00 ás 22:00 aos fins de semana

Morada: BODY WORLDS, Damrak 66, 1012 LM AMSTERDAM

Website: www.bodyworlds.nl

ONDE AS CRIANÇAS FICARAM ABRIGADAS

O Museu de Amsterdam está hoje situado num dos mais antigos orfanatos de toda Holanda. De 1580 a 1960, milhares de crianças (órfãs) cresceram nesta histórica área de Amsterdam, eles serviam a sociedade com o trabalho e em troca,  recebiam donativos.  

E em 1975, o orfanato foi transformado no mais conhecido Museu de Amsterdam 

Preço: € 6.50

Horários: aberto entre ás 10:00 às  17:00 – todos os dias

Morada: AMSTERDAM MUSEUM, Kalvestraat 92, 1001 AC Amsterdam 

Website: www.amsterdammuseum.nl.en

EXPOSIÇÃO DA ARTE RENASCENTISTA EM AMSTERDAM- LEONARDO DA VINCI

Leonardo da Vinci foi um dos primeiros artistas fascinados pela relação entre o interior e o exterior do corpo humano. Mesmo tendo pintado outras obras, a obra de Mona Lisa é a que mais se associa a ele, na minha opinião!

Esta exposição apresenta as coleções da Rainha Elizabeth II, do Museu Nacional de Budapeste e do Louvre em Paris.

Horários: aberto entre ás 10:00 às 18:00 todos os dias

Morada: Teylers Museum, Spaarne 16, 2011 CH Haarlem

Websitewww.teylersmuseum.nl

MUSEU DE ARTE DIGITAL HOLANDESA 

Preços: € 5

Horários: aberto entre ás  14:00 às 17:00

Morada: DUTCH DIGITAL ART MUSEUM ALMERE, Traverse 10, 1315 TK Almere

Website: www.ddama.eu

ARTE INTERATIVA EM AMSTERDAM –

Entra no mundo dos maiores pintores e dá asas a sua criatividade!

 É uma das maiores atracções, cheias de diversão, côr e emoção. Madame Tussauds permite-te literalmente explorar as obras de arte dos grandes mestres Holandeses como o Vicente Van Gogh, Piet Mondriaan e Rembrandt Van Rijn. Lá você poderá criar a sua própria obra e ainda tentar copiar outras obras de arte e acompanhar em 3D os trabalhos mais conhecidos do Pablo Picasso e Salvador Dali e até mesmo a famosa obra de Mona Lisa, do Leonardo da Vinci. Ahh… já  me estava a esquecer, se gosta de rock n roll também pode tentar desenhar o seu artista preferido… o segredo aqui, é deixar a sua criatividade fluir! 😊

Horários: aberto entre ás 10:00 às 20:00 horas 

De 16 de Novembro  a 30 de Novembro 2018

Morada: MADAME TUSSAUDS AMSTERDAM, Dam 20, 1012 NP Amsterdam

Website: http://www.madametussauds.com

PATINAGEM NO GELO EM AMSTERDAM  –  Ice * amsterdam

Quando o ar começa a ficar mais gelado, e as temperaturas abaixo de zero, os holandeses já começam a torcer para que fique ainda mais frio, ao ponto dos rios, lagos e canais congelarem para que se possa patinar. Com as mudanças climáticas,  ninguém pode garantir que este inverno seja igual ou mais frio que o inverno passado, por isso que nesta altura, em Amsterdam, já se pode encontrar vários spots preparados para quem quiser patinar no gelo, mesmo que o inverno este ano decida não ser assim tão frio. 

Horários: aberto entre ás 10:00 às 21:00 hora de segunda a quinta-feira, 10:00 – 22:00 horas sextas e sábados e entre ás 10:00 às 21:00 hora

Entre 17 de Novembro  a 3 de Fevereiro de 2019

Morada: MUSEUMPLEIN, 1071 LN Amsterdam 

Website: www.iceamsterdam.nl

Espero que o conteúdo tenha sido útil para si!

Beijokas 😊😘

As casas flutuantes na Holanda

Holanda é um país muito pequeno, faz fronteira com Alemanha e Bélgica. Para ter uma ideia, a distância do Norte (Groningen) ao Sul (Maastricht) é de 300 quilômetros e de Este (Enschede) a Oeste (Den Haag) é de 200 quilômetros. Muito pequeno! Para além disso, uma grande parte do país está abaixo do nível médio das águas do mar.

Bem, não quero aqui falar da geografia dos Países Baixos, muito pelo contrário, o meu objectivo aqui é falar das famosas casas flutuantes, que é, entretanto, o correspondente ao tema deste post!

Vamos começar??

Mas afinal, o que são casas flutuantes? 

Depois da 2a Guerra Mundial,  a demanda por casas era tão grande que para responder as necessidades dos holandeses, criou-se uma solução inovadora que veio com o tempo a tornar-se uma tendência crescente e uma das mais tradicionais formas de vida na Holanda. Naquela altura, as famílias da classe trabalhadora não tinham meios  de pagar a renda, e passaram a morar em barcos velhos que estavam ancorados nos canais ou tinham que ir morar nos barcos que estavam ao pé do cais, e dessa forma, praticamente nada pagavam para lá ficar. Mais tarde, a popularidade das casas flutuantes refletiu o despertar da beleza das águas que estavam esquecidas, como consequência, o valor das casas flutuantes começou a ser elevado.

Os holandeses dizem “Deus criou o mundo, mas nós criamos à Holanda” , Holanda foi um dos pioneiros na recuperação de terra. Durante séculos, os nativos trabalharam arduamente para secar uma parte do mar, rios e lagos, para que se podesse construir novas cidades na Holanda e/ou para expandir cidades já existentes. Não é segredo que os Paises Baixos tem um histórico invejável quando se fala no sistema de diques e controle de água. Por já terem passado por várias situações de inundações resultantes de várias mortes, ninguém melhor, sabe o perigo que a água pode causar se não estiverem devidamente preparados para conter as águas fora do continente.

Existem dois tipos de casas flutuantes, houseboats e floating houses. O primeiro tipo: “Houseboats” são barcos atracados para uso como habitação. Estes foram usados antigamente como barcos de comércio. Ainda se pode encontrar alguns com mais de 100anos nos canais. O segundo tipo: “Floathing Houses” são casas construidas sobre a água e parcialmente submersas.

FLOATHING HOUSES

b9627181-a02b-4c23-8fd4-fc9caebb237e.c10b374a37d-29e3-4e00-a709-6f4240ade433.c10

Existe um mais recente bairro no distrito em Amsterdam chamado IJburg que é composto somente por casas flutuantes parcialmente submersa. Estas casas não só são baratas se compararmos com apartamentos no centro de Amsterdam,  são também são sustentáveis.

HOUSEBOATS

image-462769-860_poster_16x9-csiy-4627691537_image_1

Os houseboats são considerados uma atração, porque são coloridos, alegres e cheios de charme! Hoje em dia existem muitas casas flutuantes para arrendar, de todos os gostos, tipos e tamanhos.  Já pensou passar uma noite num destes barcos e acordar com  o qua qua dos patinhos à janela?  Deve ser uma experiência única!!

Total dos Houseboats por toda Holanda 》 100.000

Em Amsterdam 》 2500

Nos aneis dos canais em Amsterdam 》 750

Não se limite só em passear por Amsterdam para encontrar casas flutuantes para vêr ou arrendar, no norte da Holanda, em Utrecht, Haarlem e em Rotterdam também se pode vêr ou arrendar casas muito giras.

Os barcos mais modernos chegaram nos anos de 1960-1970 e comparando estes com os antigos, estes já não eram assim tão desconfortáveis porque já supriam muitas das necessidades básicas que os antigos não agregavam.

Já pensou, como seria  morar num barco?? Ahh deve ser divertido! Mas claro, tem vantagens e desvantagens! 

HOUSEBOATS ANTIGAMENTE

▪ Eram muito pequenos, sem condições para habitação

▪ Não tinha água canalizada, não tinha sistema de esgoto e não tinha eletricidade

▪ Eram muito escuro e frios por dentro, o barco tinha que produzir a sua própria           eletricidade, no qual queimavam madeira ou óleo.

▪ Não havia sistema de circulação do ar lá dentro, logo, o ar era muito pesado

▪ Era para pessoas com baixo rendimento

HOUSEBOATS HOJE 

▪ É para pessoas com alto rendimento

▪ Tem sistema de aquecimento central

▪ São maiores e mais espaçosos por dentro com divisões normais de uma casa

▪ Tem sistema de circulação do ar

▪ Oferece ótimas condiçoes para habitação

▪ Hoje já se pode vêr houseboats  de luxo com jacuzzi, terraço e tudo que você possa imaginar

126_2160x1440120297507pbs1975b3574d7_z6000985075_660d3dea75_bcanal-barge-houseboat-in-amsterdam-ldk1-via-smallhouseblissrealworks_0d6f60cd2d2a72acb3f14a71e387ef56_1516579200000realworks_b7b4fe5f8946d2d71437e8fa974b48e1_1507766400000

Regras importantes

▪ A cada 4anos o barco tem que ser rebocado às docas para ser inspecionados

▪ Tem que se ter a permissão especial “ligplaatsen” para se poder morar num destes  houseboats, e é muito difícil conseguir porque há muita gente na lista de  espera,  não que seja impossível

Houseboat Museum

Foi construido em 1914 e desde então, até 1960 este barco transportava areia. Logo depois foi convertido para houseboat no qual mantém a aparência antiga até os dias de hoje.

O museu foi criado em 1997 por Vicente Van Loon, localiza-se no barco denominado “Hendrika Maria” que se pode encontrar no coração de Amsterdam – Prinsengracht, próximo a casa de Anne Frank e Leidseplein (locais conhecidos).

É permitido fotografar, e não só, lá existe uma área onde pode deixar as crianças a brincarem enquanto faz a visita pelo museu. O Hendrika Maria tem hospedado pessoas a mais de 20 anos.

Horários: Aberto ás 10:00 -17:00  de Terça-feira a Domingo, no verão aberto todos os dias

Morada: Prinsengracht 296K, 1016HW – AMSTERDAM

Website: www.houseboats.nl

Preços para adultos: € 4.50

Perguntas frequentes

* Como é abastecido com àgua e eletricidade?

* Para onde vai a água usada?

* Não é frio, escuro e húmido à bordo?

Espero que o conteúdo tenha sido útil para si!!

Obrigada a todos que me deram suas sugestões para o presente conteúdo, do mesmo modo, para conteúdos futuros.

😘

As 6 mais surpreendentes Bibliotecas na Holanda

Mostrar todos os posts com etiqueta|Lifestyle

Desta vez,  eu decidi escrever e explicar um pouco a cerca das Bibliotecas que considero as mais surpreendentes  na Holanda, porque a minha última visita  à biblioteca deixou-me extremamente impressionada!!

Já esteve em alguma biblioteca, que à entrada você não consegue dizer nada mais senão…  WOW?! Seja qual for a sua resposta, eu acredito que ainda lhe posso surpreender!!

Veja o que vem a seguir…

 

       | Rotterdam Central Library

 

A biblioteca central de Rotterdam, está situada no distrito de Laurenskwartier, no centro da cidade de Rotterdam. Em 1983 a Biblioteca foi transferida para um dos mais modernos e controversos prédios, em termos de design (na altura), que ainda continua a ser a morada actual.  A Biblioteca possui uma das maiores  colecções de discos da Europa. A distância entre a estação  Blaak (de metro e comboio) é de 2minutos a pé e arredores tem o MarkthalKipstaat e parque de estacionamento.

Designers:  Iris Van Den Broek e Bakema

Transmite a ideia:  do centro de Pompidou em Paris

Horários: aberto Segundas-feiras dás 13:00 horas às 20:00 horas – 3a feiras e 6afeiras dás 10:00 horas às 20:00 horas – aos Sábados dás 10:00 horas às 17:00 horas – aos Domingos dás 13:00 horas às 17:00 horas

Morada: Hoogstraat 110, 3011 PN – Rotterdam

Website: www.bibliotheek.rotterdam.nl

 

StudioDAT_Bibliotheek-Rotterdam_interieur-kopiehal-centralehistorie-centrale-bibliotheek-03-1marieke-odekerken-expo-bibliotheek-024 R1 142

 

       |Rijsksmuseum Research                                     Library

 

O Rijksmuseum Research Library tem a mais extensa biblioteca da história das artes na Holanda, com o objectivo de prover informação documental para dar suporte a missão do Rijksmuseum.  As principais prioridades do Rijksmuseum são história de pinturas, desenhos, gravuras, esculturas e artes decorativas da Europa Ocidental na idade média. Outras prioridades são a história de fotografias, iconografia, miniaturas indianas, pinturas chinesas, estampas e esculturas japonesas.

Horários: aberto de Segunda-feira a Sábados entre ás 10:00 horas às 17:00 horas

Morada: Museumstraat 1, 1071 CN Amsterdam

Website: www.library.rijksmuseum.nl

 

depositphotos_48500809-stock-photo-library-in-rijksmuseum-at-amsterdam16041258487_f3e93c05e0_b6b183b7b1e3b43db22e68f18fbd80ebe8660691126_898365a329_b

            | Spijkenisse Public Library                                 Fundation

 

É conhecida como De Boekenberg   que significa “a montanha de livros”, que com certeza, vale muito a pena escalar. Spijkenisse é uma cidade que fica no sul da Holanda, tem uma área de 30.27km2, no qual 4.12km2 é composto somente por água. Na Boekenberg você pode descobrir muita coisa nova, pode relaxar, lêr um livro, melhorar o seu desenvolvimento pessoal e encontrar pessoas. Durante o ano, são organizados mais de 350 actividades como workshops, exibições, debates e muito muito mais.  Se quiser saber um pouco a cerca da história local de Spijkenisse, este é o lugar ideal.

Horários: aberto de Segunda-feira a 6feira dás 10:00 horas às 17:30 – aos Sábados dás 10:00 horas às 16:00 horas – fica fechado no primeiro Domingo do mês

Morada: Markt 40, 3201 CZ – Spijkenisse

Websites: www.doboekenberg.nl

 

9463058118_3ea405d64c_b14412693337_a7b61502dc_b9463057934_100052f645_b9456569921_a71c7c213d_bbook-mountain-spijkenisse-1[2]

 

             | Tu Delft Library

 

Está localizada na biblioteca (pública) da Universidade de Enginharia e Tecnologia (considerada uma das melhores no mundo),  em Delft (situada no sul da Holanda), é a maior e a mais antiga do país.

Colecções:

> Livros inpressos – mais de 703.000

> E-books – mais de 142.000

> Dissertações – mais de 91.000

> Jornais – quase 50.000 incluindo 19.000 E-jornais

> Base de dados – 215

Horários: aberto de Segunda-feira  a Domingo dás 08:00 horas às 20:00 horas 

Morada: prometheusplein 1, 2628 ZC – Delft

Website: www.tudelft.nl

 

 

JHH_3942-1TijdschriftenBib_8388 (2)21684846303_ddaa59d7f3_btu-delft-library-netherlandsTU Delft_7

 

       | Ets Haim

 

Esta é a mais antiga biblioteca judaica ainda em funcionamento no mundo. Fundada em 1616, serviu como alojamento em complexo histórico a  comunidade de judeus Portugueses em Amsterdam desde 1675. É conhecida desde então como Ets Haim/ Livraria Montezitos. 

Horários:  aberto de Segunda a Quinta-feira entre ás  10:00 horas  às 16:00 horas

Morada: Mr. Visserplein 3, 1011 RD – Amsterdam

Website: www.etshaimmanuscripts.nl

 

Ets_Haim_Libraray_007_Photo_by_Ardon_Bar-Hama-1LR_007_600NF901091_0LR_007_565N034 - afb.02_F901069

Ets_Haim_Libraray_004_Photo_by_Ardon_Bar-Hama-2

 

          | De Bibliotheek Eemland

 

A biblioteca de Eemland é pública, situa-se em Amersfoort, na província de Utrecht (é a quarta maior província da Holanda, localizada no centro do país e com uma população aproximadamente a 345,000 habitantes), tem um acesso de alta qualidade de informação, educação e cultura. A Biblioteca de Eemland, estimula e facilita os diferentes grupos sociais na aprendizagem ao longo da vida, na tomada de decisões e no desenvolvimento cultural. Toda gente pode ter acesso a informação que lá se encontra.

Horários: aberto de Segunda a Sexta-feira dás 09:00 horas às 21:00 horas –  aos Sábados dás 09:00 horas às 17:00 horas – aos Domingos dás 13:00 horas às 17:00 horas

Morada: Eeimplein 71, 3012 EA Amrsfoort

Website: www.bibliotheekeemland.nl

 

160913-CDN_3956-small14125532746_1f01fdca6a_bEemhuis, Amersfoort, Neutelings Riedijk architectenimg_3266-1.jpgVWF5650

 

Espero que o conteúdo tenha sido útil para si.

😚

 

Por que é que pensamos que só os outros tem histórias incríveis para contar?

Mostrar todos os posts com etiqueta| My Diary

Eu comecei a costurar por hobby nos meus tempos livres, para falar verdade, sempre quis aprender a coser. Era uma daquelas “paixões” de miúda que tinha como objectivo, fazer as roupas das minha bonecas. Mas não tive sucesso!

Quando fui de férias a Moçambique, em Abril de 2017, ofereceram-me muitas capulanas (é como chamamos o pano/tecido africano em Moçambique), recebi capulanas das minhas tias, da minha mãe, da minha avô e da minha bizavô… a minha querida bizavô (que na altura ainda estava viva, e veio a falecer a 11 de julho de 2018).

As minhas férias terminaram e eu, voltei para Holanda.  Continuei normalmente com a minha vida, mas sempre com a ideia de que tinha lá as minhas capulanas (toda contente) e que qualquer dia se calhar mandava fazer algo… um vestido ou uma saia. Sei lá!! Com a correria do dia-a-dia, fui deixando de lado a vontade de fazer o tal vestido ou a saia que queria, e simplesmente esqueci-me delas (das capulanas), pois já nem fazia ideia aonde poderiam estar. Quando num belo dia, a fazer a limpeza do guarda-roupa, encontrei as minhas capulanas e pensei, agora sim, eu faço algo!

Não sabia mesmo o que fazer com elas, mas tinha muita vontade de fazer algo. Sabe, quando moramos fora do nosso país, damos muito mais valor as coisas da terra, e foi aí que a ideia surgiu…

Decidi fazer turbantes, e decidi também que eu mesma iria fazer, assim mesmo, sem técnica de costura  e sem conhecimento nenhum. Primeiro, porque adoro usar turbante. Segundo, porque era a única coisa que talvez conseguisse fazer com tecido. Tentar, nunca fez mal a ninguém e de facto, eu não tinha nada a perder!

Peguei na agulha e na linha, cortei a capulana e comecei a coser. Não estava nem um pouco preocupada com o resultado, porque estava a coser para mim mesma, a minha única preocupação, era de ter cuidado com a agulha, para que não me picasse. Deixei-me levar pela costura, que também era uma maneira de meditar e de me concentrar. Eu estava a adorar a experiência, e sempre que tinha um tempo livre voltava a pegar na agulha e na linha e fazia mais um turbante.

Quando fui vêr quantos turbantes eu já tinha feito, não acreditei!! Eu tinha feito quinze turbantes… tomei um susto (literalmente) hahaha. E mesmo adorando turbantes, quinze já era demais! As vezes queremos tanto uma coisa e assim que conseguimos, parece que perde todo o valor!

Para mim, os turbantes eram lindos (mas eu não podia avaliar o meu próprio trabalho), as pessoas mais próximas diziam que gostavam, umas até diziam que adoravam, mas eu queria ouvir o feedback de pessoas que eu nunca tinha visto na vida e que se não gostassem,  seriam o mais sinceros possível. Decidi que iria vender alguns (turbantes) pela internet (naqueles sites que vendem tudo). Mesmo tendo a certeza que ninguém iria comprar os meus turbantes, por várias razões que passavam pela minha cabeça, também tinha a certeza de que mesmo que não comprassem, para mim, já teria valido pela coragem.

Era a vida a tentar ensinar-me algo? Por que é que eu não fiquei satisfeita só pelo facto de conseguir ter feito os turbantes? Afinal, não era esse o meu objectivo? Por que é que eu precisava de saber qual era a opinião das outras pessoas, se eu já tinha a opinião da minha minha mãe e da minha irmã (minhas conselheiras) ??

Sinceramente, eu não sei responder estas pergunta…

E quando, de repente, para a minha surpresa, surge a minha primeira cliente! Ela disse que “gostou” muito do meu trabalho e que gostaria de comprar quatro turbantes. Se eu acreditei? Não. Claro que não!!

Se você leu a minha história até aqui, continua… que vem aí a melhor parte!

E depois, ela fez-me a pergunta que mudou completamente a minha forma de pensar e de encarar as adversidades da vida. E esta é a mensagem  dela:

Cara Nilza,

Eu vi o seu anúncio sobre: acessórios de cabelo – “capulana” (tecido Africano) – feito à mão.

Talvez seja uma pergunta maluca, mas você faz roupas para bebês (quatro calças) por encomenda?

Meus cumprimentos,

Larissa

O que você teria feito se estivesse no meu lugar?

Bem, não sei o que você faria, mas eu pensei… eu tenho três opções:

1– Responder que não tenho máquina de costura (que é verdade), logo não posso fazer a roupinha do bebê.

2– Responder que não sei fazer (e não estaria a mentir, porque nunca tinha feito uma roupinha de bebê).

3– Responder que só faço e vendo turbantes (porque é a única coisa que sei fazer mais ou menos com tecido).

E eu? Que nunca tinha costurado como deve ser nem as roupas das minhas bonecas, optei pela quarta opção que não está na lista, mas que foi a opção que eu decidi escolher!

Não sabia o que me estava a mover, a única certeza que tinha era que queria abraçar este projecto e dar tudo de mim. Mesmo não sabendo como iria fazer, eu não queria perder a oportunidade de desafiar a mim mesma.

E pensei… por que não tentar?

De seguida, enviei a resposta à Larissa, e disse que SIM, que iria fazer as roupinhas (as quatro calças) do bebê dela ! Claramente que a pergunta dela de maluca não tinha nada  e que a maluca com certeza era eu!!

“Apenas diga sim e você descobrirá depois.”

Tina Fey

Três dias depois, enviei o primeiro pâr de calça para o bebê dela experimentar e um turbante para ela experimentar também. Ela disse que o turbante estava um pouco apertado e que as pernas das calças do bebê estavam um pouco apertadas também, mas eu nem acreditei que o problema era só esse! Quantas vezes vamos a modista ou a costureira, experimentar uma roupa, e pedimos para que ela aperte ou alargue? Muitas vezes…

Uma semanas depois, conclui o meu projecto e enviei a encomenda (3 calças para o bebê dela – de 6 meses e 4 turbantes para a  Larissa – a mãe)  à Larissa pelos correios. Estava tão nervosa, tão ansiosa e tão curiosa para saber o que é que ela achava do resultado, se o bebê servia as calças, se o tamanho estava bom etc etc. Afinal, era a minha primeira vez a coser roupas para um bebê de verdade.

E ela… adorou tudo!!! Disse que tudo serviu perfeitamente, gostou do meu trabalho, do meu serviço rápido e  disse que até ficou com  lágrimas nos olhos.

Oh meu Deus! Depois desta lição de vida, eu decidi que…

” Eu quero ser tudo o que sou capaz de me tornar”

Katharine Mansfield

E que ninguém tem o direito de dizer quem eu posso ou não ser.

Dois dias se passaram, e ela encomendou mais coisas (pares de botinhas, babetes, mais calças (para o bebê) e mais turbantes (para ela). E ofereceu-se para que eles (ela e a família) sejam os modelos dos meus produtos.

Confesso que ainda estou em estado de choque!!!

Mas quer saber o que é que me fez aceitar?  Foi a vontade de  provar para mim mesma que  eu posso usar a minha criatividade, força de vontade e determinação, para fazer tudo, basta eu querer!

“Se você acreditar em si, já vai ser meio caminho andado. Explore todas as possibilidades que aparecerem ao longo da sua jornada e não deixe que os obstáculos lhe impeçam de voar e alcançar o que quer que você almeje na vida. ”

Nilza Monteiro

 Esta é a minha história…  🤗😊

E você? Qual é a sua história?

 

Dank je wel Larissa 😍 (obrigada Larissa)

$_85-6

85-3.jpg$_85-2$_85-8

 

Fotos by Nilza Monteiro

img_17881880263643.jpgimg_1704(1)65344097.jpgimg_1793151330055.jpgimg_17951086462759.jpgimg_1806203857867.jpgimg_1789431771961.jpgimg_180228332191.jpgimg_1819193013678.jpgimg_1803127438004.jpgimg_1705(1)763053773.jpgimg_1787723867024.jpgimg_18091223253090.jpgimg_18261808617926.jpg

 


 

Uma beijoka grande

😘

FOOD HALLEN AMSTERDAM – os diferentes conceitos de comida e cozinha

Mostrar todos os posts com etiqueta|Food

LRM_EXPORT_20180822_182358.jpg

Food Hallen

Sabe aquele espaço ideal para um convívio com colegas depois de um dia de trabalho? É este!! A ideia foi projectada por um grupo de 4 amigos. O espaço situa-se na parte oeste de Amsterdam, numa velha estação de comboios, que na altura teve que ser completamente renovada.

2208-2018-06532441454130866551802543549.jpeg

Com mais de 20 barracas, de entre estas Michelin Star e comida internacional de rua, este conceito é inspirado nos espaços gastronómicos existentes ao redor do mundo.

2208-2018-0657244809137857704893221371.jpeg

No Food Hallen, os diferentes conceitos de comida e cozinha variam entre: a japonesa,  vietnamita, mexicana, italiana, indonésia, argentina, indiana, basque, vegetariana, e muito mais… Para dizer que tem para todos os gostos. 😊

2208-2018-06162448878147689761918996602.jpeg

Morada: Bellamyplein 51, 1053 At Amsterdam

Horário: aberto Domingo – 5feiras dás 11:00 às 23:00 e  Sexta – Sábados dás 11:00 a 1:00

Website: http://www.foodhallen.nl

Gostou do post? Se gostou e achou o conteúdo valioso, comente!

 

2208-2018-06242448362288377981730505628.jpeg

MARKTHAL ROTTERDAM – espaço gastronómico e mercado de frescos

Mostrar todos os posts com etiqueta | Food

 

Markthal

 

gevelpanelen-markthal02-760x4442111165634.jpg

É uma praça de alimentação de gastronomia variada, situado no coração de Rotterdam, num edifício de arquitectura super moderna e com uma combinação única e sustentável de apartamentos, escritórios, restaurantes, cafés, pastelarias, lojas, mercados e parques de estacionamento (subterrâneo). É sem dúvida o maior da Europa, com este conceito!

Com mais de 228 apartamentos, 100 barracas de produtos frescos (que variam entre: queijos, carne, peixe, frutas e legumes) e produtos variados (como azeite, frutos secos, chocolates, nozes, castanhas, especiarias, etc).  Existem também espaço de preparação, confecção e conservação dos produtos e 1.200 espaços de estacionamento.

Budget: € 175 milhões

Ano de construção: 2004 – 2014

Morada: Ds. Jan scharpstraat 298, 3011 GZ Rotterdam

Horário: aberto dás 10:00 às 20:00 de 2feira – Sábado e aos Domingos dás 12:00 às 18:00

Website: http://www.markthal.nl

Como chegar?

Você tem que pegar o elétrico 21 ou 24 que parte da estação central de Rotterdam em sentido Blaak. 

 

Lá se encontram alguns restaurantes como :

* 1 PINCHOS – comida mediterrânea, europeia, espanhola (tapas bar). Se quiser saber mais (www.21pinchos.net)

* JAMIE OLIVER – comida italiana (www.jamieoliver.com)

* 55 BOMBAY – comida indiana (facebook)

E muito mais…

1459822_markthal_rotterdam_mvrdv_scagliola_brakkee_31215769616.jpg

http-%2f%2fcdn1122693314.jpgtssuccess06lg2112265696.jpgmvrdv-wins-rotterdam-s-marketing-award-2014-for-markthal-00643106136.jpgfoodhalls0615-rotterdam-markthal